CADEIRA 22

FUNDADORA

PATRONO

SUCESSORA

No ano de 1901, exerceu o cargo de sub-comissário de Polícia no Distrito Judiciário de Campo Real.

Aclamado, em 1914, presidente da Sociedade Vicentina desta cidade.

Pela Lei Estadual n° 1826, de 1919, ficava aprovado o Decreto n° 546, de 2 de julho de 1918, contratando a construção de uma estrada de tropas, ligando esta cidade de Guarapuava ao rio Paraná, via Campo Mourão.

Manoel Mendes de Camargo solicitou então ao Governo do Estado em 1919, por compra, e para fins de colonização, uma área de 50 mil hectares de terras devolutas situadas em ambas as margens da estrada que se dirigia a Mato Grosso.

O 7° Comissariado de Terras publicou, em 1920, editais a respeito de um requerimento de Manoel Camargo pedindo ao Governo do Estado, a título de arrendamento, pelo prazo de 5 anos, os ervais compreendidos entra as terras do domínio particular e os rios Paiquerê, Cantu, Corumbataí e Ivaí.

Deu-lhe o Governo do Estado, em 8 de novembro de 1922, o título n° 219 de concessão sobre a área de 362.164.994 m2.

Manoel Mendes de Camargo, faleceu na madrugada de 25 de junho de 1943, em Curitiba, quando contava 79 anos de idade. Era casado em primeiras núpcias com Ouerobina Mendes de Araujo, sem descendentes. Casou-se em segundas núpcias com Carolina Taques de Camargo, ficando um filho Paulo José, com 12 anos de idade. Camargo era filho de Domingos Mendes de Araújo e Ricardina de Araújo.

Construiu a estrada Paraná-Mato Grosso, ligando este Município ao de Londrina pela estrada que passa na Fazenda Brasileira, partindo de Rolândia ao Porto S. José, margem esquerda do Rio Paraná.

Formava-se na época, uma plêiade de sertanistas destemidos, com Manoel Mendes de Camargo, Guilherme de Paula Xavier, Jorge Walter, Pedro Mendes de Abreu e João Bento.


Manoel Mendes de Camargo e Sinhô Albano (Antônio Cardoso Teixeira) foram importantes tropeiros do Município de Guarapuava.

Morreu em seu domicílio, às 3 horas, Avenida República Argentina, 2843, em 26 de junho de 1943, com a idade de 79 anos, filho de Domingos Mendes de Araújo e Ricardina Maria de Araújo.

Copyright © 2019

Direitos Reservados - ALAC

Rua Senador Pinheiro Machado, 1827, Centro

85010-100 - Guarapuava - Paraná

podcast.png

Desenvolvido por

Fábio Vinícius Primak