CADEIRA 35

FUNDADOR

PATRONO

SUCESSOR

Hipólito Schneider, nasceu em Prudentópolis, Estado do Paraná, dia 30 de abril de 1922, tendo como pais, João Schneider Sobrinho e Helena Schneider. Casou-se com a senhora Conceição Schneider com quem teve 2 filhas: Regina Sueli Dangui e Tania Mara Schneider.

Cursou o ensino fundamental no Seminário dos Padres Lazaristas (1a a 4a séries), em Irati, também no Estado do Paraná, entre 1936 e 1940. Concluiu o curso supletivo (Artigo 91, 5a a ga série) no Colégio Manoel ribas de Guarapuava, em 1947. Cursou o Ensino Médio com êxito na Escola Técnica de Comércio de Irati.

Desde menino mostrou-se admirador da natureza, fator que contribuiu para que, em 1939, iniciasse a coleta de insetos, tornando-se, a partir daí, interessado pela Entomologia, ciência que o consagrou não só no Brasil mas em outros países. Deve, com certeza, esse pendor para a pesquisa ao senhor Felipe Justus Júnior, entomólogo pontagrossense que conheceu em 1947, em Ponta Grossa, recebendo dele as primeiras orientações sobre montagem de gavetas e conservação de insetos.

A primeira exposição de insetos ocorreu dia 9 de dezembro de 1956, durante as festividades do aniversário da cidade de Guarapuava. Outra exposição de destaque ocorreu em Chapecó, no estado de Santa Catarina, durante evento promovido pelo Núcleo de Estudos Museológicos do Brasil. Em julho de 1972, iniciou a montagem de uma coleção de insetos para a fundação Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e letras de Guarapuava, hoje Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, coleção esta que se encontra no museu do Parque das Araucárias.

Ainda há outra coleção particular, aberta a estudantes e pesquisadores, estabelecida em sua residência, no bairro Batel, onde se podem encontrar matérias nas área de Entomologia médica, agrícola e agrária.

Além de desenvolver pesquisa e permuta de insetos, na área entomologica, contribui significativamente na área de taxidermia, empalhando animais mortos e ensinando essa ciência e essa técnica para jovens estudantes no Brasil todo, criando com isso um grupo de pesquisa avançada para preservação de espécies e estudos científicos.

Desde o ano de 1985, já ministrou 45 cursos de atualização e extensão universitária, 12 seminários, 32 simpósios, encontros e palestras, nos mais diversos estados brasileiros, atividades que vem desempenhando até os dias de hoje.

Em 1988 foi agraciado com o título Bicho do Paraná, produção da Rede Paranaense de Televisão.

De 1989 a 1991, prestou serviços de Consultor em Entomologia na área do Reservatório da Usina Hidrelétrica de Itaipu.

Copyright © 2019

Direitos Reservados - ALAC

Rua Senador Pinheiro Machado, 1827, Centro

85010-100 - Guarapuava - Paraná

podcast.png

Desenvolvido por

Fábio Vinícius Primak