CADEIRA 38

FUNDADORA

PATRONO

SUCESSORA

Nasceu em Guarapuava, mais precisamente na Fazenda Capão Redondo, filho de Francisco Peixoto de Lacerda Werneck, juiz de Direito e de Eponina Virmond Werneck, ambos de All tradicionais famílias. Passou uma infância feliz, em uma família muito bem estruturada. Em 1892 morre seu pai na revolução republicana, ficando órfão aos 2 anos, foi educado pela mãe e pela avó materna. Fez seus estudos em Curitiba, cursou na Universidade Federal do Paraná a faculdade de Agronomia. Em 1912, casou-se com Ana Joaquina Virmond Wrneck, filha de Anibal Virmond e Nercinda Camargo Virmond, companheira incansável. Desta união tiveram quatro filhos, Frederico P. Lacerda Werneck, Eunice Virmond de Araújo Gondim, Alaôr Virmond Werneck (falecido em 19 de fevereiro de 1930), e Edinée Virmond Werneck.

Desde cedo mostrou, como o pai, inclinação para a vida política, mesmo sendo um dedicado fazendeiro.

Adepto à revolução de 1930, uniu-se ao selecionado grupo do Gen. João Alberto, do Rio Grande do Sul, que partiu para São Paulo.

 

Nesse Estado foi nomeado Presidente da FIESP, cargo que ocupou até as eleições quando se candidatou a Deputado Federal de São Paulo.

Fez parte da constituinte, onde apresentou inúmeros projetos, sendo um dos mais polêmicos e relevantes, a proposição do salário mínimo, sendo pois o primeiro parlamentar a propor esta lei que infelizmente foi rejeitada, até sua aprovação pelo então presidente Getúlio Vargas.

Retornando à sua vida de fazendeiro dedicou-se à pecuária e agricultura, introduziu em suas terras as primeiras máquinas agrícolas do município, erradicou pastagens inóspitas transformando-as em grandes plantações de arroz.

Homem que estava além do seu tempo, ávido por conhecimento, de uma grande inteligência e uma preocupação muito grande com o bem-estar do próximo.

Em 1924, preocupado com o contingente de desempregados na Europa como conseqüência ainda da la Guerra e tendo terras ainda inexploradas à margem do rio Iguaçu, resolveu fazer por conta própria uma colonização, trazendo alemães para suas próprias terras, criando uma Colônia Alemã.

Homem íntegro, filho exemplar, esposo amoroso e pai dedicado, educou os filhos preparando-os para um futuro de trabalho, honestidade e integridade.

Faleceu em Curitiba em 25 de novembro de 1960, sempre com pensamento voltado pra a querida fazenda Capão Redondo que, apesar da doença gravíssima, tinha esperança de rever.

Copyright © 2019

Direitos Reservados - ALAC

Rua Senador Pinheiro Machado, 1827, Centro

85010-100 - Guarapuava - Paraná

podcast.png

Desenvolvido por

Fábio Vinícius Primak