CADEIRA 30

FUNDADOR

PATRONO

SUCESSOR

Nasceu no dia 27 de outubro de 1902, na cidade de Guarapuava. Filho de Eugenia Bischof Teixeira e Antonio Cardoso Teixeira (Sinhô) - intrépido tropeiro guarapuavano. Foram seus professores: Amálio Pinheiro da Silva, Artur Vitorino Passos, Padre Nicolau Simon, tendo cursado o primeiro ano interno no antigo Seminário Episcopal de Curitiba, no ano de 1917, ficando impossibilitado de continuar seus estudos.

 

Foi balconista da Casa Comercial de Francisco Missino.

Casou-se, em 12 de fevereiro de 1927, com Alvina Walter Teixeira, tendo o casal dois filhos: Edison Ben-Hur Walter Teixeira e Murilo Walter Teixeira, respectivamente, Bacharel em Direito e Odontólogo, formados pela Universidade Federal do Paraná.

Como Serventuário da Justiça trabalhou pelo espaço de mais de dez anos como Escrevente Juramentado dos Cartórios do 1o e 2o Ofícios, de Órfãos, Cível e anexo da Comarca, afastando-se para reger com sua esposa o cargo de professores, com subvenção federal, em escola na sede do então Distrito de Campo Mourão no ano de 1934, conforme consta no Diário Oficial do Estado do Pr de no 865, de 24-2-1934. Nessa época, exerceu as funções de Juiz Distrital do distrito judiciário de Campo Mourão, indicado pelo Decreto n. 1470, passado pelo Interventor Federal no Estado do Paraná Manoel Ribas.

Regressando de Campo Mourão, desempenhou a seguir a função de professor no Colégio São José, dirigido pelo padre José Winggen, Vigário da Paróquia e trabalhou ainda por cinco anos no escritório de advocacia do Dr. João Fleury da Rocha, como auxiliar.

Em 24 de maio de 1935, obteve a carteira de Solicitador, passada pela Corte de Apelação do Estado do Paraná, exercendo por diversas vezes função de Promotor Público da Comarca. Pela Ordem dos Advogados do Brasil - secção do Paraná foi provisionado solicitador, sendo inscrito sob no 73 naquela instituição. No exercício da profissão que abraçou, encaminhou no Juízo da Comarca de Guarapuava mais de novecentos inventários.

Atuou ainda como Secretário da Prefeitura, Inspetor de Rendas, tendo exercido o cargo de Prefeito Municipal quando o titular Cel. Aníbal Virmond solicitou exoneração.

Foi eleito no ano de 1951, ao cargo de Vereador da Câmara Municipal de Guarapuava.

Desde 1919, esteve nas lides jornalísticas, época que foi fundado o jornal “O Pharol", colaborando em quase todos os jornais editados em Guarapuava. Por algum tempo foi correspondente da Gazeta do Povo da Capital do Estado.

De 1941 até 1946, manteve uma coluna de cunho histórico no semanário Folha do Oeste sob o título: Nem todos sabem que..., Em 1949, sob a denominação de colaborando com a História de Guarapuava. Efemérides guarapuavanas no período de 1953 a 1954. E por fim, Relíquias do Passado, no ano de 1957.

Em 1951 foi eleito pelo Partido Social Democrático vereador da Câmara Municipal de Guarapuava.

Colecionou documentos históricos relacionados com a cidade e região, reunidos em mais de sessenta volumes compondo o Arquivo Histórico que leva o seu nome.

Deixou anotações para os livros: Registros Históricos de Guarapuava (já editado) e Efemérides Guarapuavanas lançado durante os festejos de seu centenário. Recebeu o título de Cidadão Benemérito de Guarapuava no ano de 1977 e pertenceu ao Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico Paranaense.

Faleceu no dia 13 de Agosto de 1981.

Copyright © 2019

Direitos Reservados - ALAC

Rua Senador Pinheiro Machado, 1827, Centro

85010-100 - Guarapuava - Paraná

podcast.png

Desenvolvido por

Fábio Vinícius Primak